Aposentadoria

Todos os trabalhadores têm direito a aposentadoria, e consiste um uma remuneração que é concedida após anos de contribuição com a previdência social, e também estar dentro dos requisitos mínimos relacionados ao trabalho.

O que é preciso para se aposentar?

Vamos te dar instrução e destacarmos mais abaixo, os tipos de aposentadoria, e o que é preciso para se aposentar. O intuito da aposentadoria é dar auxílio a aquelas pessoas que não possuem mais condições de exercerem a sua profissão.

A Previdência Social é o programa de segurança pública responsável por garantir que as pessoas que buscam pela a aposentadoria sejam atendidas.

Todos os trabalhadores existentes em nosso país  devem contribuir com o Ministério da Previdência Social por meio do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social), ou pelos entes federativos por meio do RPPS (Regimes Próprios de Previdência Social).

Existem diversos tipos de aposentadoria,vamos falar um pouco mais de cada uma delas, para um suporte maior ao interessado:

  • Idade avançada
  • Tempo de serviço
  • Invalidez

Para compreender os impactos que a Reforma da Previdência irá causar, precisamos primeiro entender como a Previdência Social funciona hoje e quais são os benefícios que ela oferece.

Conheça as categorias de Aposentadoria que já existem:

Por idade.

É um benefício disponibilizado pela Previdência Social para trabalhadores que possuem a idade mínima especificada pela lei. Atualmente, os homens precisam ter 65 anos e as mulheres, 60.

No caso dos trabalhadores rurais (pessoas que exerçam atividades em regime de economia familiar, como produtor rural ou pescador) e de pessoas com deficiência, o limite é reduzido em 5 anos.

Além disso, esta modalidade estabelece um tempo mínimo de 15 anos de contribuição.

Por tempo de contribuição  

Como o próprio nome indica, esta categoria pode ser solicitada quando o contribuinte completar, ou superar, 35 anos de contribuição (caso for homem) e 30 anos (se for mulher).

Por invalidez

Esta modalidade é concedida a empregados que não são mais capazes de dar continuidade a suas atividades de forma permanente. Neste caso, o indivíduo recebe como benefício o valor equivalente a 100% do seu salário. Lembrando que é preciso comprovar o laudo de invalidez com a perícia médica oficial do INSS.

Especial por tempo de contribuição 

Neste caso, o benefício é concedido aos trabalhadores que são expostos a agentes prejudiciais à saúde, seja de forma contínua ou ininterrupta. O tempo de contribuição pode variar entre 15, 20 ou 25 anos; dependendo da gravidade do agente nocivo.